Pesquisa divulgada pelo CISA alerta para o consumo abusivo de álcool
durante as férias
 
Estudo indica aumento na frequência do uso de álcool, além de consumo impróprio por 91% dos menores de 18 anos

Mídia do Dia: 13/07/2010
Data de Veiculação: 13/07/2010

Pesquisa recém-divulgada pelo CISA - Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, organização não
governamental que se destaca como uma das principais fontes no País sobre o tema, alerta para o consumo abusivo de álcool durante as férias. O estudo, realizado em um resort da Bulgária, indicou aumento significativo na frequência de uso de álcool durante o período. Outro resultado importante foi que 91% dos entrevistados entre 13 e 17 anos haviam bebido, apesar da idade legal para o consumo de álcool ser de 18 anos.

De acordo com os autores, o resort "Sunny Beach", muito frequentado por dinamarqueses, foi escolhido por ter adolescentes e jovens adultos como público-alvo, sendo repleto de bares, discotecas e restaurantes, com preços baixos e inúmeras festas, o que sugeriria amplo uso de álcool no local.

O estudo analisou os padrões de uso de álcool de 1.011 jovens dinamarqueses, entre 13 e 34 anos, que haviam viajado para o resort durante suas férias. Devido à grande variação de tipos de bebidas no local, foram utilizadas categorias abrangentes para avaliar o padrão de beber pesado episódico*:
a) Beber 6 ou mais doses em um único dia,
b) Beber 12 ou mais doses em um único dia e
c) Beber até embriagar-se, que foi avaliada pela pergunta "Em quantas ocasiões você bebeu até embriagar-se? Por exemplo, ficou incapaz de falar claramente ou de andar em linha reta, vomitou ou teve dificuldade em se lembrar do que havia ocorrido na noite anterior"

Cerca de 97% dos indivíduos pesquisados já haviam experimentado alguma bebida alcoólica em sua vida, sendo que quase 30% relataram beber mais de uma vez por semana na Dinamarca. No entanto, durante o período de férias avaliado, a frequência de consumo de álcool aumentou consideravelmente, sendo que:

- 72,5% beberam 5 ou mais vezes por semana
- 41,3% beberam 12 ou mais doses por dia, durante seis ou mais dias
- 72,7% beberam em excesso (embriaguez) ao menos uma vez
- 17% relataram embriaguez em todos os dias

Para os autores, a diferença de padrão de consumo registrado durante as férias pode ser explicado pelo fato de que, no dia a dia, há fatores que limitam o uso de bebidas alcoólicas, como o trabalho, escola, família e outras responsabilidades.

Outras conclusões relevantes foram: o sexo masculino esteve significativamente associado a um maior
consumo de álcool, enquanto viajar acompanhado dos pais ou de algum parceiro foi associado a um menor consumo. Em relação aos eventos negativos advindos do uso de álcool, brigas e acidentes que resultaram em assistência médica estavam associados aos dias em que foram consumidas 12 ou mais doses de álcool.

Diante dos resultados da pesquisa, os autores alertam que pouca atenção tem sido dada ao consumo de álcool excessivo em estâncias de férias e à promoção do turismo associado ao uso de álcool. Além disso, o alto índice de jovens menores de 18 anos que consomem bebidas alcoólicas indica a necessidade de maior fiscalização das
medidas legais nesse tipo de ambiente.

* Consumo de uma grande quantidade de álcool em um curto intervalo de tempo.

Título: Patterns of Binge Drinking at an International Nightlife Resort
Autores: Tutenges S, Hesse M
Fonte: Alcohol and Alcoholism 43:595-599, 2008.

Sobre o CISA

O Centro de Informações sobre Saúde e Álcool - CISA, organização não governamental lançada em 2004 pelo psiquiatra e especialista em dependência química Arthur Guerra de Andrade, é hoje a maior fonte de informações no País sobre o binômio álcool e saúde. Por meio de seu website (www.cisa.org.br), o CISA dispõe de um banco de dados com mais de 1.600 títulos, desde publicações científicas reconhecidas nacional e internacionalmente, dados oficiais, até notícias publicadas em jornais e revistas destinados ao público em geral.

Além de estar comprometido com o avanço do conhecimento na área de saúde e álcool, o Centro também atua na prevenção do abuso e nos problemas do uso indevido da substância, por meio de parcerias e elaboração de materiais de apoio a pais e educadores.